Não pense que, por ser um nativo da China, vou dizer que sim. Tenho um aluno que, quando começou a aprender mandarim, visitou muitas escolas de idiomas, incluindo cursos dentro de universidades famosas estaduais onde todos os professores são nativos, mas ele ficou muito decepcionado porque não conseguia progredir na aprendizagem. Hoje, ele já é um professor de mandarim; se você conversar com ele no telefone, não perceberá que ele não é um professor nativo.

Então, qual é a vantagem e a desvantagem de um educador nativo? A vantagem é que o nativo pode falar o idioma fluentemente. Porém, isso não quer dizer que ele necessariamente saiba como transmitir seus conhecimentos aos alunos, a não ser que ele já tinha aprendido o método didático antes. Como, conforme as minhas experiências, a maioria deles não pertence a este caso, isso é a desvantagem do um nativo.

Por outro lado, pode ser que um professor não-nativo não fale tão bem quanto um nativo, mas ele seja professor de outros idiomas, deste modo ele tenha recebido treinamentos profissionais e saiba como dar aula. Às vezes, para um aluno iniciante é até melhor ter um professor de chinês que saiba como ensinar, mesmo que ele não fale muito fluentemente, porque neste momento do aprendizado ainda não se necessita de muito conhecimento do idioma. De fato, é na fase avançada que se precisa de um nativo realmente qualificado.

Enfim, ser nativo ou não não é o fator mais importante. A questão é: seu professor está apenas lhe dando peixes ou ele está lhe ensinando a pescar?!

Anúncios